terça-feira, 13 de março de 2012

Criação do Selo de 110 anos da USP - Farmacia




Qual é o melhor marketing para a sua empresa?


Por Hélio Moreira

Maior acesso a tecnologia, mercado consumidor mais amplo, redes sociais... O cenário competitivo atual é muito diferente do que existia há dez anos.  E isso alterou a forma com que a empresa se comunica com o seu público e quais elementos são analisados na hora de definir o plano de marketing. E, neste novo cenário, podemos classificar duas orientações: o marketing de entrada (ou de realimentação) e o marketing de saída.

O consumidor hoje tem mais espaço para mostrar ao mundo o que ele deseja e como prefere ser atendido. Utiliza as redes sociais, sites de reclamação de produtos e as suas redes de contato para expor sua opinião. O que se reclamou nesse momento em um lugar, com certeza está sendo lido por mais outras milhares de pessoas ao mesmo tempo em outros pontos da sua região, estado, país, ou, então, pelo mundo.

Por isso, é fundamental que o empresário não só se preocupe apenas em disseminar informação, mas também filtrar o que o seu consumidor diz. O marketing hoje é mais interativo e há um diálogo de mão dupla entre marcas e clientes, o que pode ser denominado como "marketing de entrada" ou de realimentação.

Já o marketing de saída não se preocupa em filtrar as informações emitidas pelo seu consumidor. A via ainda é de mão única, sem realimentação. Investem-se em estratégias de difícil mensuração e não têm a resposta de seus clientes. Por consequência, acaba defasado e perde-se espaço no mercado.

O marketing de entrada concentra-se em ganhar a atenção e a confiança do seu cliente, e não apenas em atraí-lo para uma compra momentânea. Isto pode ser feito através dessas novas ferramentas que estão disponíveis e acessíveis a todos gratuitamente. O que precisa é saber usá-las ao seu favor, com conteúdo interessante, informativo e que agregue valor, criando uma conexão positiva aos olhos do consumidor, tornando-o mais suscetível de envolver a sua marca e comprar o produto. Além disso, custa menos e tem melhor retorno sobre o investimento.

Esta nova orientação necessita de empreendedores mais dinâmicos e realistas, que utilizem o marketing de entrada a seu favor. Das ferramentas disponíveis para comunicar seu produto ou serviço, o profissional precisa saber quais lhe darão o retorno desejado e quais se aplicam à realidade de sua empresa. Não existe o melhor ou pior marketing para sua marca, e sim aquele que se aplica melhor a cada caso. O que precisa é avaliar se a marca está sabendo compartilhar o seu diferencial ao seu favor.

Sobre Hélio Moreira

Formado em Publicidade, Desenho Industrial e MBA em Branding, Hélio Moreira é diretor da NewGrowing Design & Branding, que atua no mercado de branding e design há sete anos, e tem por objetivo agregar valor às marcas, através de uma visão sistêmica e arrojada da gestão de marcas e do design. A empresa oferece ações em processo de pesquisa, identidade e gestão de marca. E ainda conta com cases bem sucedidos para empresas das áreas de construção, beleza, saúde, gastronomia, entre outras. www.newgrowing.com

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Reposicionamento de MARCA - de ABN International para ABN8 Tranding

A diretoria da ABN procuro a NewGrowing para ajudá-los no reposicionamento da MARCA.  O desafio era entender o mercado, pois o mesmo estava confuso e muito competitivo. 

Nesse projeto a equipe envolvida procurou esclarecer todas as dúvidas do cliente,  buscando cavar a fundo os problemas. Aplicamos uma metodologia de levantamento das informações necessárias para encontrarmos as reais dificuldades. Com uma análise
profunda dessas necessidades, elaboramos um plano de ação. Foi proposto algumas mudanças no nome e conceito do negócio. O resultado você acompanha nas pranchas de apresentação do Design da nova MARCA. 

Desejamos sucesso em 2012 a equipe ABN8 Tranding.








Marca forte: Sinônimo de eficiência

O nome da sua empresa é lembrado pelos consumidores? Possui relação com os produtos e razão de ser? Tem boa receptividade no mercado? O design está alinhado com a estratégia da empresa ou produto? Se você respondeu NÃO a uma dessas questões, acompanhe a matéria a seguir e saiba o que fazer com a sua marca.



A marca de uma empresa é o cartão de visita no mundo dos negócios. Um simples nome pode ser sinônimo de sucesso ou fracasso perante os consumidores, fornecedores e concorrentes. Mas será tão simples assim? Escolher o nome que irá representar toda a visão e missão da empresa, os produtos oferecidos, seu posicionamento com relação ao mercado, público, mundo, convenhamos, não é lá uma tarefa muito fácil. E como escolher um nome que perdure por muito tempo e fique marcado nas preferências e memória das pessoas? Isso requer muito estudo e planejamento para que se pense estrategicamente em todas as questões que envolvem o surgimento de uma empresa.
Mas e o empreendimento que já está no mercado há alguns anos e sente que algo não está indo muito bem. Números caíram, não há cativação de novos consumidores e há queda frente à concorrência. Ou então a empresa recém-inaugurada que não teve a aceitação esperada no mercado. O que fazer? Nessas situações, a consulta com especialistas em branding pode ser uma alternativa para fazer um estudo e levantamento da marca: pontos positivos e negativos, identidade visual, relação com os produtos da empresa, entre outras questões importantes.

Para ler a matéria na integra acesse o link: http://carreiraenegocios.uol.com.br/gestao-motivacao/37/artigo241375-1.asp


sábado, 29 de outubro de 2011

O caminho das Marcas - Branding

video

Vale a pena ver o vídeo. Ele resume alguns pontos importantes para quem busca criar uma marca líder.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Você entregaria a sua contabilidade a um Designer?


Os micros e pequenos empresários ao pensar em abrir o seu próprio negócio não estão preocupados com alguns fatores importantes para o sucesso do empreendimento. Fatores esses que podem prejudicá-lo a médio e longo prazo.

A falta de informação faz com que muitas empresas cometam erros infantis, cuja correção vai demandar tempo e investimento.

Entendo que ainda falta informação mais clara para esse público. Mas hoje com a internet essas informações não deveriam estar mais acessiveis?

Porque ainda existe tantos empreendedores sem essa informação? 

Como podemos ajudar? Como contribuir de maneira correta e mais simplificada para que esses erros sejam cada vez menores e tragam menos prejuízos para os micros e pequenos empresários?

Será que trabalhar melhor o conhecimento dos Contadores, que na maioria das vezes é a primeira pessoa a ser procurada por quem quer abrir uma empresa? Acredito que eles desconheçam dessa etapa. Como e quando fazer?

Trata-se de um processo importante para as empresas e levar ao conhecimento desses profissionais a importâncias de orientar seu cliente a procurar os profissionais certos para cada etapa do processo seria uma alternative. Até porque, em muitos casos, não generalizando. Eles não investem em um planejamento de marketing ou muito menos em um símbolo gráfico, cores, tipografia, para criar sua própria identidade.
Trata-se de um processo importante para as todas as empresas, inclusive a dele.

Pesquisando em redes sociais de empreendorismo, revistas do setor, SEBRAE, comunidades, entre outras fontes de informação, me fizeram constatar que todo empreendedor que busca abrir uma empresa procura, em primeiro lugar, o Contador. Justamente por fazer todo o procedimento de abertura e ter o registro do CRC, que mantém convênios com consultorias especializadas (via internet) para acompanhar com precisão as mudanças continuas das Leis e Decretos referentes a empresa, funcionários, impostos, etc. O profissional ainda possui know-how suficiente para orientar o empreendedor a preencher os documentos corretos, formulários, contrato social, entre  todos os demais itens necessários para o bom andamento do negócio.

O segundo é o Advogado, necessariamente inscrito nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e que neste caso deveria ser o responsável pelo Contrato Social, Contratos com prestadores de serviços, contratos de aquisição, contrato de trabalho dos funcionários, dentre outros. Muitas empresas de contabilidade de médio e grande porte possuem um Advogado interno. Mas a grande maioria trabalha com escritórios parceiros para dar um auxílio nessa etapa. Ou, muitas vezes, acabam utilizando um formato
de contrato padrão (um modelo pré-pronto, onde se muda apenas os dados necessários), o que não se adequa à realidade individual e específica de cada empresa. Assim acabam não contratando o Advogado para orientar e pulam uma etapa importante do processo, contribuindo com problemas futuros e prejuízos ainda maiores.

Uma micro e pequena empresa não tem muita margem para errar. O tiro tem de ser certeiro. A concorrência é grande, com muitas opções de consumo, além de concorrentes diretos e indiretos que dificultam ainda mais o crescimento. O capital não é muito e o risco é grande. Muitos colocam em jogo todo o dinheiro que guardaram durante anos e o empregam no sonho de ter o próprio negócio, esquecendo que para ser empreendedor não se pode ser amador. É necessário criar sua própria identidade. 
Encurtar caminhos podem levá-lo a prejuízos incalculáveis, gerando insatisfação, depressão financeira e falta de motivação.

Pensando nesse histórico, acredito que podemos mudar tal cenário propondo uma maneira diferente de orientar o empreendedor. Ele não pode mais arriscar, como o exemplo de uma marca famosa de refrigerantes, que nasceu em uma época de pouco consumo e baixa concorrência, com pouca informação e poucos profissionais especializados.

Coca-Cola foi criada em 1886 pelo amigo e sócio de John Pemberton, inventor do refrigerante. Frank Robinson era contador e auxiliou o amigo em todo o processo de criação. O nome veio da fórmula da bebida que levava folhas de coca em sua composição, além de noz de cola e caramelo. Por isso, Robinson teria escolhido o nome Coca-Cola, composto pelas duas principais matérias-primas do refrigerante.
E, deu a forma do logotipo com base em sua própria caligrafia, gerando o símbolo e toda identidade do produto. Mas com o tempo muitas coisas mudam, chegam novas informações, mais conhecimento e inovações. Deixando o passado envelhecido para modernizar e manter-se atualizado para o mercado. A fórmula mudou, chegou formato da garrafa tradicional e o símbolo gráfico também sofreu atualizações sutis. Justamente porque o símbolo das empresas, ou logotipos,  também envelhecem. O slogan sofreu mudanças ao decorrer do tempo expressando cada momento da marca.

Para quebrarmos esse paradigma vamos propor uma reflexão.

Você entregaria a sua contabilidade a um Designer?

Um designer conseguiria orientar sua empresa nas questões contábil ou Jurídica com precisão?

O seu Contador ou Advogado, não generalizando, não possuem esse conhecimento e muitas vezes não sabem a importância para o NOME e do logotipo ideal para o seu negócio.

Muitos não orientam você a fazer uma pesquisa prévia junto ao INPI para verificar se o nome é passível de registro, para evitar futuros conflitos com outros negócios no mesmo segmento. O nome para uma marca de sucesso tem sua importância, precisa ser de fácil pronúncia. tornando-o mais fácil para o consumidor recordar. Ele reflete o estado da marca, sua estratégia comercial e POSICIONAMENTO. Seguindo como base seu público-alvo, mercado-alvo, concorrência que vão influênciar na criação dessa IDENTIDADE.

O desenho ou formatação desse símbolo (logotipo) está atrelado a uma história e trará significados. Com base em seus atributos, benefícios e atitudes. Na minha opinião todo negócio precisa de uma IDENTIDADE, iniciando por um símbolo gráfico (logotipo).
Tudo ficará diferente para o seu crescimento.

O conhecimento de um profissional especializado influência na criação do seu logotipo e de toda identidade do seu negócio, propondo um conceito visual mais coerente e alinhado a estratégia do negócio. O símbolo
será o diferencial para representar seu negócio, tornando-se o principal ponto de contato com o seu consumidor.

Pois, o ser humano enxerga: forma + cores + nome = memória visual. 
Faça o exercício abaixo. Você consegue identificar que marca é essa?



Quem estuda o consumidor e sua psicologia, assim como a metáfora e a semiótica, vai saber onde e quando usar essa técnica em prol de resultados efetivos para o seu negócio. Propondo a sua empresa uma indentidade forte, marcatante e única. Contribuindo com o sucesso e diferenciação do seu negócio.

Se não descobriu qual é a marca, talvez esteja desconcetado do mundo. Pois, essa marca virou sinônimo de pesquisa, informação, busca e tornou-se essencial na vida de todos. Hoje é uma das grandes marcas do mundo. Lembrou?

Helio Moreira
www.newgrowing.com

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Credibilidade, valor da marca ou contar apenas com a sorte. Qual sua opção?


Nos mercados mais maduros a concorrência pesada está trazendo sérios prejuízos. Seja para quem contrata ou para quem é contratado. Essa afirmação tem duplo sentido.
A proposta é fazer você refletir no que busca para o seu escritório/empresa. Seja na expectativa de prosperar com os negócios, prospectar bons clientes ou para contratar um ótimo profissional. Ambos exigem tempo, planejamento, investimento e uma marca forte. 

Olhando para o seu empreendimento, qual sua visão para os próximos cinco anos? Credibilidade? Valor da marca?
Mas como conquistar o mercado sem investimento? Sorte?
Essa é uma via de mão dupla. Portanto, não conte com a sorte.

Essas perguntas fazem parte do nosso dia a dia. Porém, não podem ser deixadas de lado. O Brasil mudou, os olhares estão voltados para nós. Seja os mercados, clientes ou profissionais, ambos estão em busca de uma referência que vai lhe trazer resultado. Portanto, monte sua estratégia e invista. Por onde começar?

Existem algumas etapas para abrir ou manter a solidez do seu negócio. Não preze apenas pela qualidade no atendimento, diferencial de produtos/serviços, tecnologia, maquinário, decoração, beleza arquitetônica e ponto comercial. Isso é necessário, mas existem outros investimentos tão importantes quanto esses e que podem trazer resultados em curto prazo, como a comunicação da sua marca. Procure tangibilizar o intangível, ou seja, o cliente está disposto a investir em uma marca que lhe traga credibilidade e segurança.
Os profissionais também busca conquistar seu espaço, abrir portas e tornar-se parte integrante de uma empresa sólida e competente. Esses fatores farão com que os profissionais procurem por uma marca que reúna todos esses atributos. Quais são os seus?
Esse é um bom exemplo de mostrar que marca é um todo e tem que estar preparada para os clientes, como também para o público-interno e o mercado de maneira geral.

A credibilidade de um escritório/empresa pode vir a ser avaliada por sua carteira de clientes ou pelo número de casos de sucesso. Como por indicação ou pelo status e conquistas que a empresa apresentou em resultados. Mas comunicar-se bem será uma premissa importante para contemplar essas conquistas.

Portanto, procure planejar corretamente a estratégia da sua marca. Se você vai começar um negócio, Inicie pela escolha de um nome forte e que transmita sua essência, utilize uma nomenclatura que transmita os valores do seu negócio. Quais são as suas premissas básicas e seu conceito? Avalie e coloque no seu planejamento as características que podem ser atribuídas como diferenciais. Em seguida invista no que realmente irá ajudá-lo a diferenciar-se. 

Alguns fatores podem fazer a diferença na conquista de um novo cliente como profissionalismo e responsabilidade. Mas talvez ainda não tenha passado pela cabeça do empreendedor que o escritório/empresa, assim como qualquer outra atividade no mercado, necessita de uma identidade, uma marca na qual seus atuais e os futuros clientes possam associar o trabalho desenvolvido ao seu negócio.

Você já investiu na imagem do seu escritório/empresa? Não ignore as tendências do mercado capazes de mexer totalmente com a percepção do consumidor e da própria empresa, propondo impactos e retornos a médio e longo prazo. Seja para criar uma identidade visual para seus produtos/serviços que acaba de nascer, ou ainda, renovar identidades e torná-las mais atuais dentro da dinâmica do mercado. Esse é o processo evolutivo e natural da marcas que buscam inovação e crescimento intensivo. Podemos dizer que são sinais para superar e transformar um mercado que aos poucos investe nesse diferencial.

E por mais que os empreendedores ainda possuam restrições, saber apresentar-se de forma clara e profissional é algo que difere um negócio do outro. Pois, o consumidor tem sua forma de identificação conceitual, verbal e visual, enxergando em primeiro lugar o visual através do SÍMBOLO (Forma) + CORES (PERSONALIDADE) + NOME = sendo a primeira experiência de contato. Pode parecer simples, mas se falarmos do Mac Donald's, Nike, Coca-cola sem dúvida vem em primeiro lugar o símbolo dessas marcas em sua cabeça. Estou certo? 

A importância de investir na hora certa na identidade da sua marca, atentando-se para a adequação da realidade do seu mercado e público-alvo fará toda uma boa diferença. Alinhe seu negócio e não esqueça da sua marca. Com o tempo vai sentir a diferença.

Não esqueça também de criar um plano de comunicação e estratégias que com o tempo tornarão sua marca ainda mais atraente.

Helio Moreira
www.heliomoreirabranding.blospot.com